Um parceiro com deficiência física é normal. Assim cai o tabu sobre sexo e amor

Compartilhe:

"E se uma pessoa com deficiência física se apaixonar por você?": é uma das 30 perguntas do questionário, "Sexualidade e Deficiência: um levantamento de atitudes e experiências." Um questionário "estritamente anônimo", já no título convoca as pessoas "a expressarem seus pontos de vista sobre o assunto, sem condicionamento social", explicou o psicólogo que o elaborou Lelio Bizzarri, que tem lidado com a questão.

A normalidade dos desejos sexuais de uma pessoa com deficiência física

O psicologo afirma que, na literatura, bem como entre os pais e os próprios deficientes, este é um assunto tabú, como se as pessoas com deficiência não pudessem ser contempladas com potenciais parceiros. Mas, por outro lado, existem dezenas de pessoas com deficiência e até mesmo com doenças graves que têm relações sexuais, casos de amor, ou tiveram filhos com o seu parceiro, seja este com deficiência ou não. Por esta razão o psicologo perguntou se essas suposições sobre a inconveniência das pessoas com deficiência são realmente tão inabaláveis. O questionário, publicado online por várias semanas, foi respondido por cerca de 1.000 pessoas. O trabalho está em andamento, mas Bizzarri antecipa algumas observações e dados: "A principal notícia é que a esmagadora maioria das pessoas reconhecem a normalidade do desejo sexual e sentimentos de pessoas com deficiência e que quase metade não exclui a possibilidade de se envolver sexualmente e emocionalmente com uma pessoa com deficiência física ou sensorial. Isto prova que a sexualidade tabu e deficiência começam a entrar em colapso. Será interessante comparar a mudança de atitude com experiências reais e fazer algumas perguntas."

Existem poucos casais 'mistos'

De acordo com os dados, na verdade, enquanto muitos dizem que é teoricamente disponível para um relacionamento com um parceiro com deficiência, ainda há poucos casais «misto». É "normal" que uma pessoa com deficiência se apaixone. Em primeiro lugar, a amostra ", embora limitada, é composta de uma grande variedade de pessoas diferentes por sexo, idade, residência, educação e relacionamento com a deficiência". A partir de uma primeira leitura dos cartões, mais de 90% dos inquiridos consideram "normal para uma pessoa com deficiência motora ou sensoriais expressar sentimentos de amor erótico ', e reconhecem ," a capacidade de dar e receber prazer e de serem parceiros no todo".

Deficiências cognitivas

Neste ponto, é preciso fazer um esclarecimento importante: "Uma ligeira resistência se evidencia no que diz respeito ao comportamento sexual por pessoas com déficits cognitivos: 8% dos entrevistados declarou que não é normal, percentual que cai a 3%, no caso de deficiência motora e sensorial. " Quase metade não exclui relacionamento com um deficiente cognitivo.. Quanto ao envolvimento pessoal possível em uma possível relação com um parceiro com deficiência ", 431 (45% da amostra) não exclui um envolvimento romântico com uma pessoa com deficiência física ou sensorial. E apenas 17 (1,86%) exclui categoricamente a possibilidade. " O psicólogo acredita que será interessante ver se e como as atitudes variam de acordo com variáveis ​​demográficas. Segundo o profissional, de fato, existe um preconceito e o questionário ajudará a entender o grau de tudo isso.

Fonte: Espaço Aberto

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *