Fotografia para o tato na Pinacoteca de São Paulo

Compartilhe:

De agosto a outubro de 2015, dez alunos com diferentes graus de deficiência visual fizeram um curso de fotografia coordenado por João Kulcsár no Núcleo de Ação Educativa da Pinacoteca do Estado, em São Paulo. O resultado das aulas pode ser conferido até 3 de abril na exposiçãoTransver – Fotografias Feitas por Pessoas com Deficiência Visual. A mostra apresenta dez imagens feitas pelos alunos e também oferece recursos de acessibilidade, como pranchas táteis, audiodescrição e textos em Braille. Por meio de um código, os visitantes podem assistir aos depoimentos gravados pelos fotógrafos.

Serviço: Transver – Fotografias Feitas por Pessoas com Deficiência Visual
De quarta a segunda, das 10h às 18h
Endereço:  Praça da Luz, 2, São Paulo – SP
Tel: (11) 3335-4990
Entrada: R$ 3, R$ 6 e grátis aos sábados

Fonte: Rede Brasil Atual

3 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *