Somos Todos Gigantes realiza evento de conscientização sobre nanismo

Criado em 2015, o projeto acontece na capital piauiense e busca disseminar informações para combater preconceito e discriminação

Logotipo do projeto Somos Todos Gigantes em verde e branco. Ao lado, a mensagem "Eu abraço essa campanha, 25 de outubro, Dia Nacional da Pessoa com Nanismo"
Compartilhe:

Criada em 2015, Somos Todos Gigantes é uma campanha nacional criada com o objetivo de combater o preconceito e discriminação, além de disseminar informações sobre o nanismo. O projeto chega ao Piauí em evento neste sábado, 16, a partir das 18h no parque Potycabana, em Teresina.

É o quarto quarto estado que recebe a ação, que conta com uma aula da Fitritmos e palestras com a professora Samara Moreas, que falará sobre o nanismo e com a advogada Mikaela Guida, que abordará as leis para as pessoas com deficiência.

O secretário para Inclusão da Pessoa com Deficiência, Mauro Eduardo, defende a importância do evento para esclarecer e combater o preconceito sobre o nanismo. “Esse momento é importantíssimo para divulgar à sociedade informações que contribuam para a conscientização sobre essa questão”, frisa o gestor.

Djarlles Pierote é o organizador do encontro em Teresina, e pai de uma criança portadora de nanismo. Ele afirma que a campanha busca difundir as informações sobre o tema e que existe um grupo de discussões nas redes sociais sobre essa temática e outros assuntos que envolvem a causa da pessoa com deficiência como a acessibilidade.

“A ação busca informar sobre o nanismo. Além de pregar o amor, o respeito para que as pessoas conheçam e acabem com o preconceito com as pessoas portadoras de nanismo. Com o não ao preconceito buscamos melhorias para essas pessoas. Conto com a presença e apoio de todos para nos ajudar a disseminar as informações sobre a questão!”, destaca Djarlles.

Fonte: Portal do Governo do Estado do Piauí

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *