Exposição sensorial chega ao Memorial da Inclusão

A mostra vai até o final de maio e conta com cinco instalações de arte contemporânea desenvolvidas para provocar experiências sensoriais nos visitantes

Uma mão tateia o contorno em arame no formato de um bule
Compartilhe:

O Memorial da Inclusão recebe a exposição “Duplo Acesso: Sair da Superfície”, de 2 a 30 de maio. A mostra de arte contemporânea conta com 5 instalações sensoriais, nas quais o visitante é convidado a experimentar a interação com as obras em um contexto fora do usual. A montagem foi concebida pela artista plástica Diana Tsonis, formada pela Escola de Comunicação e Artes (ECA) da USP.

O visitante conta com a instalação “A pele das coisas”, onde objetos construídos com arame moldável ficarão expostos em cavaletes. Com vendas, os visitantes sem deficiência também podem experimentar a sensação. Na sequência, em “Poesias em braile”, há poemas expostos em feltro adesivado sobre o expositor de vidro. A ideia do feltro é de pensar diferentes possibilidades de confecção e contatos com a leitura em braile.

No “Cinema Cego” traz a exibição de curta-metragem com depoimentos de pessoas com deficiência visual, o espaço tem um aparelho televisor, dois bancos e uma mesa, simbolizando uma sala de estar. Em “Feche os olhos e imagine”, duas espreguiçadeiras, fones de ouvido com áudio descrição de um texto que remete a própria temática da exposição permitem a imersão do visitante no universo da exposição. E por fim, em “Saia da superfície”, uma cortina sensorial azul com ondulações e um instrumento musical imitando o som do mar, será simbolizada a reflexão da passagem.

Além das exposições temporárias, o Memorial da Inclusão tem um acervo fixo que aborda cada uma das quatro deficiências – auditiva, visual, intelectual e física – e conta com atrações como a Sala Preparatória dos Sentidos: um local escuro com painéis de texturas diversas, alteração de temperatura e sensores sonoros e olfativos.

Inaugurado no dia 3 de dezembro de 2009, o Memorial da Inclusão: os Caminhos da Pessoa com Deficiência tem o propósito de reunir em um só espaço fotografias, documentos, manuscritos, áudios, vídeos e referências aos principais personagens, às lutas e às várias iniciativas que incentivaram as conquistas e melhores oportunidades às pessoas com deficiências.

Duplo Acesso: Sair da Superfície
Quando: De segunda à sexta-feira, das 10h às 17h, até 30 de maio
Onde: Memorial da Inclusão – Sede da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo
Endereço: Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 564, Portão 10, Barra Funda, São Paulo – SP
Fone.: (11) 5212-3727
Obs.: É possível agendar visitas pelo e-mail memorial@sedpcd.sp.gov.br

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *