Diretora de “Como Eu Era Antes de Você” fala sobre o final do filme

Baseado na obra literária de Jojo Moyes, o filme tem estreia prevista em 16 de junho no Brasil

Cena do filme "Como eu era antes de você". Em um salão de festa, um homem e uma mulher estão vestidos à rigor: o jovem usa smoking, já a moça, um vestido vermelho, os dois têm expressões divertidas e serenas
Compartilhe:

Atenção, o texto a seguir contém spoilers.

Adaptado para as telas de cinema, “Como Eu Era Antes de Você” é fiel à obra literária, escrita por Jojo Moyes: um dos personagens com deficiência decide seguir com o suicídio assistido, mesmo apaixonado.

E o destino dos personagens não foi bem aceito pelo público, principalmente os atividades dos direitos de pessoas com deficiência. “Como Eu Era Antes de Você apresenta uma mensagem muito perturbadora à nossa sociedade de pessoas com deficiências Para as milhões de pessoas que vivem vidas satisfatórias e ricas com suas deficiências, o filme diz que estaríamos melhor se cometêssemos suicídio”, disse o presidente de uma associação de pessoas deficientes.

Em uma entrevista recente à Entertainment Weekly, a diretora Thea Sharrock respondeu à controvérsia. “Eu não poderia mudar o final do livro. Você consegue imaginar o que aconteceria? Eu lançaria o filme e diria ‘olhe, fomos fiéis ao livro, mas tivemos uma nova ideia para o final’”, começou Sharrock. “Eu acho que é um final corajoso. Seria muito fácil fazer de outro jeito, é uma história que podemos contar quando quisermos. Dessa forma é mais interessante”.

O filme romântico acompanha Clark (Emilia Clarke), jovem que vive em uma cidade pequena e não tem muitas ambições na vida. Quando o café onde trabalha fecha as portas, ela consegue emprego como cuidadora de Will Traynor (Sam Clafin), ex-atleta que ficou tetraplégico após um acidente de moto. Com o passar do tempo, um acaba mudando a vida do outro.

Jenna Coleman (Doctor Who), Charles Dance (Game Of Thrones), Matthew Lewis (Harry Potter) e Brendan Coyle (Downton Abbey) completam o elenco. Dirigido por Thea Sharrock (Call The Midwife), “Como Eu Era Antes de Você” estreia no Brasil em 16 de junho.

Fonte: Observatório de Cinema

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *