Festival de Cinema Acessível traz novas exibições em julho e agosto

As sessões acontecem em julho e agosto, em Porto Alegre (RS), e contam com dispositivos de acessibilidade como LIBRAS, audiodescrições e legendas

Foto em close de punhado de pipocas de cinema prontas
Compartilhe:

A segunda etapa do Festival de Cinema Acessível começa no dia 8 de julho, na Casa de Cultura Mario Quintana, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Promovido pelo Som da Luz, o  filme “Se eu fosse você” comanda a primeira sessão, na sala Paulo Amorim.

No dia 29 de julho, é a vez de “Tropa de Elite 2”, encerrando o sétimo mês do ano. Em agosto, o encontro acontece no dia 19, com o filme “O Palhaço”. As exibições sempre acontecem às 19h30, com entrada franca. Para garantir a participação, é necessário pegar senhas distribuídas 1 hora antes de cada sessão.

O Festival é o primeiro do país a exibir clássicos do cinema brasileiro com audiodescrição, legendas e língua brasileira de sinais. Os filmes são exibidos com os três recursos de forma simultânea. Outra novidade é o novo formato na apresentação das LIBRAS e legendas, que estarão mais visíveis na sobreposição dos filmes.

Muitos músicos e artistas já manifestaram publicamente o seu apoio ao Festival, postando vídeos e convidando o público a prestigiar o evento. Acompanhe tudo na página do Festival no Facebook:

SERVIÇO:

O quê: Festival de Cinema Acessível
Realização: O Som da Luz
Quando: 8 e 29/7, 19/8, às 19h30
Onde: Casa de Cultura Mario Quintana, sala Paulo Amorim
Endereço: Rua dos Andradas, 736, Centro Histórico, Porto Alegre – RS
Obs.: entrada franca, com distribuição de senhas 1 hora antes.

Fonte: Assessoria

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *