Fundação Dorina promove 42ª edição do Bazar de Costura

A ação acontece nesta quarta-feira, 23, e reúne trabalhos realizados pelas voluntárias da instituição ao longo do ano; todo o valor arrecadado é revertido para a Fundação Dorina

Diversos botões de lata e vintage espalhados em uma mesa
Compartilhe:

As festas de final de ano estão chegando e a Fundação Dorina promove mais uma edição do Tradicional Bazar da Costura, que acontece nesta quarta, 23, na Paróquia São Gabriel Arcanjo. Há 42 anos, a ação reúne os trabalhos realizados pelas voluntárias do Grupo da Costura, que confecionam artesanatos, produtos de cama e mesa, decoração e kits diversos. Todo o valor arrecadado é revertido para a instituição.

A Fundação Dorina Nowill para Cegos trabalha há 70 anos para que crianças, jovens e adultos cegos e com baixa visão sejam incluídos em diferentes cenários sociais. A instituição oferece serviços gratuitos e especializados de orientação e mobilidade (uso da bengala), educação especial (apoio escolar, aulas de braille), clínica de visão subnormal e programas de inclusão profissional. A Fundação Dorina é referência na distribuição de materiais nos formatos acessíveis braille, áudio, impressão em fonte ampliada e digital acessível Daisy, que são enviados para mais de 2800 mil escolas, bibliotecas e organizações em todo o Brasil.

42º Tradicional Bazar da Costura da Fundação Dorina
Quando:
quarta-feira, 23/11, das 8h às 16h
Onde: Paróquia São Gabriel Arcanjo
Endereço: Av. São Gabriel, 108 – Jardim Paulista
Entrada gratuita e vallet no local
Obs.: com produtos a partir de R$ 18; aceitos todos os cartões (débito e crédito) 

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *