3º Congresso de Acessibilidade traz mais de 60 palestras

O evento é online e totalmente gratuito e as palestras serão transmitidas ao vivo pelo YouTube e Vimeo, com recursos de acessibilidade (Libras, Legenda, Audiodescrição e Transcrição)

Símbolos das deficiências intelectual, visual, física e auditiva, em fundo azul.
Compartilhe:
A 3ª edição do Congresso de Acessibilidade, que vai de 3 a 9 de dezembro, trará mais de 60 vídeos com palestras, entrevistas, oficinas, fóruns e webinários ao vivo. O evento é online e totalmente gratuito e pode ser acessado de qualquer dispositivo. As palestras possuem acessibilidade (Libras, Legenda, Audiodescrição e Transcrição) e serão exibidas pelo Youtube e Vimeo.
“Como estive muito envolvida no Mestrado que estou fazendo em Portugal e recebemos muitos pedidos para reexibir o evento de 2014, resolvemos juntar todas as palestras das duas edições anteriores e disponibilizar num grande evento com quase 10 palestras por dia.” Afirma Dolores Affonso, idealizadora e organizadora do evento.
Dentre os destaques, estão entrevistas como a do Prof. José Antonio Borges (Centro de referências em Tecnologia Assistiva da UFRJ), Lars Grael, Georgette Vidor, Gustavo Cerbasi (um dos maiores consultores em finanças e investimentos do Brasil); e palestras como as do Armando Nembri sobre educação inclusiva, José Fernandes Franco sobre turismo acessível e lucrativo, Fernando Lemos sobre tecnologias que trazem autonomia à pessoa com deficiência, Prof. Augusto Deodato Guerreiro (Diretor do Mestrado em Comunicação Alternativa e Tecnologias de Apoio da Universidade Lusófona de Portugal) e a própria Dolores Affonso.

Além desses temas, muitos assuntos serão tratados nesses sete dias de evento, tais como: empreendedorismo, saúde e convivência, autonomia, mobilidade urbana, ergonomia, acessibilidade, atendimento ao cliente, contratação e gestão de pessoas com deficiência, lei Brasileira de inclusão, direitos da pessoa com deficiência, Lei de cotas, carreira, tecnologia, aplicativos, tecnologia assistiva, Libras, arquitetura acessível e adaptações, convivência com idosos, aprendizagem de idiomas, sexualidade, intervenção precoce, acessibilidade e inclusão cultural, audiodescrição, comunicação, motivação,  e-learning inclusivo, preparação para concurso, saúde dos pais e cuidadores e muito mais!

“Sabemos que é muita coisa para assistir e assimilar, mas entendemos que o evento é muito importante e esperado por mais de 100 mil pessoas que nos acompanham em mais de 40 países. Além disso, neste último ano, muitas pessoas que nunca tinham assistido a uma edição do Congresso de Acessibilidade nos procuraram e acreditamos ser fundamental o formato unificado deste terceiro congresso”, continua Dolores Affonso.
Este ano traz novidades: os organizadores criaram um grupo no WhatsApp e lá, além de dicas e informações sobre acessibilidade e inclusão, serão disponibilizadas todas as palestras, oficinas e entrevistas do evento!
“O Congresso de Acessibilidade, além de um evento online, gratuito e acessível, tem sido como uma incubadora de projetos acessíveis e inclusivos e estamos de portas abertas para ajudar e orientar as pessoas com deficiência, empresas e instituições de apoio e ensino neste caminho e missão de transformar nossa sociedade num lugar onde o sol brilhe para todos”, diz Dolores Affonso.

O 3º Congresso de Acessibilidade é uma realizade de Dolores Affonso e a A&A Consultoria. Apoio: Prodeaf, Laramara, Sebrae, TATC, Oxo Pack do Brasil, Stargardt Brasil, Pratique Poesia entre outros

III Congresso de Acessibilidade
Quando: de 3 a 9 de dezembro
Onde: Online, no site www.congressodeacessibilidade.com
Mais informações: contato@congressodeacessibilidade.com
WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/1hAB5cHSSlAKroW9M6QvfKV
Fonte: Assessoria

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *