Projeto incentiva pessoas com deficiência visual a andarem de bicicleta

Projeto “DV na Trilha” existe há 12 anos e, com uso de bicicletas tandem, que permitem mais de uma pessoa, as pessoas com deficiência visual podem praticar ciclismo e participar de trilhas e competições

Foto de uma bicicleta modelo tandem, com dois espaços para banco, um guidón atrás do primeiro banco e dois conjuntos de pedais
Compartilhe:

Promovida pelo programa Senado Inclusivo, a Semana de Valorização da Pessoa com Deficiência começou nesta segunda-feira (5), com uma palestra do grupo “DV [Deficiente Visual] na Trilha”, projeto que utiliza bicicletas do tipo tandem, ou duplas, operadas por duas pessoas. O ciclista que enxerga é condutor. A pessoa com deficiência ocupa o pedal de trás.

O “DV na Trilha” existe há 12 anos e tem o objetivo de contribuir com a inclusão de cegos, por meio do acesso a esporte e lazer — no caso, o ciclismo. O grupo participa de competições, inclusive internacionais, e trilhas longas.

Segundo uma das coordenadoras do projeto, Simone Cosenza, a iniciativa surgiu de um grupo pequeno de amigos que decidiu pedalar em Brasília. Todavia, mesmo depois de aumentar o nível de dificuldade das trilhas e participar de competições, o grupo ainda sentia falta de algo.

— Em 2004, nós participamos de um evento chamado “Nesse Natal vai dar pedal para o deficiente visual”. Decidimos dividir, com pessoas que não podem, essa sensação maravilhosa que é pedalar. Vários DVs se emocionaram com a volta que fizemos de bicicleta. Quando percebemos isso, tivemos a certeza de que era o que faltava para o grupo — contou Simone.

Vera Regina, cega e revisora de braile da Gráfica do Senado, disse que a proposta é “uma ótima iniciativa”. Para ela, pedalar ajuda tanto física quanto psicologicamente.

— Eu já conhecia um pouco desse projeto. A palestra de hoje foi muito boa e muito válida principalmente para aumentar a autoestima. Eu indico que todos os deficientes passem pela experiência — disse Vera.

O grupo se reúne quinzenalmente, aos sábados, no Jardim Botânico de Brasília. Os participantes contam com auxílio de doações, parcerias de empresas e trabalhos voluntários. O próximo encontro será no próximo sábado (10).

Semana de Valorização

A programação da Semana continua nesta terça (6), com um debate sobre atendimento à pessoa com deficiência e acesso aos bens culturais e ao lazer.

O evento do Senado marca as comemorações do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) e celebrado em 3 de dezembro. A programação completa, com horários e locais das atividades, pode ser vista no hotsite da Semana. As inscrições podem ser feitas pela intranet.

Fonte: Agência Senado

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *