‘Agora escuto até os passarinhos’, diz mulher com deficiência auditiva após implante

Jovem se emociona ao escutar perfeitamente, pela primeira vez, após a implantação de um aparelho auditivo computadorizado.

Em ambiente interno, mulher está sentada e chora emocionada, com a mão direita cobrindo a boca.
Compartilhe:

Após 27 anos ouvindo com ruídos e com muita dificuldade, uma jovem se emocionou ao escutar perfeitamente, pela primeira vez, após a implantação de um aparelho auditivo computadorizado. O aparelho foi ligado no último dia 21.

Sandra Regina conta que nasceu com a deficiência auditiva, mas, quando mais nova, escutava um pouco mais e, por isso, aprendeu a falar. Ela já tentou usar aparelhos auditivos comuns três vezes, mas nunca se adaptou aos aparelhos.

“Na escola eu tinha vergonha [do aparelho] e tirava. Me doía as pessoas falarem as coisas, eu não entender e elas perguntarem se eu era surda. Tive que aprender a filtrar tudo de ruim, as pessoas que não me aceitavam. A surdez me tornou bastante seletiva. Aprendi a curtir minha própria companhia, gosto de ler e escrever”, contou a inspetora de qualidade.

O cirurgião responsável pelo implante do aparelho contou que nos últimos anos a audição da Sandra foi diminuindo muito e estava cada vez mais restrita. “O aparelho auditivo que ela estava usando já não estava dando mais o ganho que ela precisava. Então, optamos pela cirurgia do implante”, contou o otorrinolaringologista Marcelo Naok Soki.

O médico explicou que o implante foi feito com um equipamento eletrônico computadorizado que substitui o ouvido de pessoas que tem surdez total ou quase total. Ainda segundo ele, a cirurgia é complexa, mas não traz grandes riscos.

Geralmente, ele costuma a realizar uma cirurgia dessa a cada dois meses. A cirurgia aconteceu no último dia 12 de janeiro e durou quatro horas. No entanto, o aparelho só foi ligado no dia 21 de fevereiro, quando o vídeo foi feito.

“Estou me adaptando aos sons, ouço sons que há anos não ouvia e às vezes nunca ouvi. Como barulhos de chaves, interruptor de luz, até minha voz eu conhecia pouco. Descobri que agora escuto até os passarinhos. Sem contar que não tem mais os zumbidos, que estavam demais. Graças a Deus, acabou”, comemora.

O médico diz que é comum ela ouvir sons simples, mas que nunca foram ouvidos, como barulho de chuva e da pata de um cachorro tocando o chão, por exemplo.

Mesmo ela escutando perfeitamente agora, o tratamento continua para ela reaprender todos os sons. “Ela tem que apreder as palavras e sons, porque escutava pouco, o implante dá som diferente. Ela precisa se acostumar, fazer fonoterapia para conseguir se beneficiar. Conseguir entender pela primeira vez os sons”, explicou Marcelo.

Sandra comemora a cirurgia e conta que já vê mudanças no dia a dia. “Parece que estou vivendo um sonho, tive a primeira reunião com meus colegas e meus chefes, ouvindo. Até levar bronca nunca foi tão bom. Me sinto vitoriosa, é uma imensa gratidão”, concluiu.

O vídeo do momento em que ela escuta perfeitamente pela primeira vez você confere na matéria publicada no G1.

Fonte: G1

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *