Centro de Tecnologia e Inclusão de SP oferece cursos gratuitos para PCD

Localizado no Parque Estadual Fontes do Ipiranga (PEFI), em São Paulo, o Centro de Tecnologia e Inovação é o primeiro do país para pessoas com deficiência

Compartilhe:
O Centro de Tecnologia e Inclusão, localizado no Parque Estadual Fontes do Ipiranga (PEFI), é o primeiro centro tecnológico do país para pessoas com deficiência. Criado pela Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, o CTI oferece uma série de atividades e cursos abertos também para pessoas sem deficiência. Os temas são variados e vão desde empreendedorismo, auto maquiagem, curso de cuidadores, Libras até showroom, entre outros.Atualmente, a primeira atividade programada é a palestra “Resiliência a superAÇÃO na vida!”. Um conceito fundamental na atualidade que consiste na capacidade de retornar ao estado natural, superando uma situação crítica. Em outras palavras, “dar a volta por cima”. O conceito se desenvolve a partir de experiências de superação das deficiências.Para quem busca trabalho a organização apresenta o curso “Preparação para o mundo do trabalho e como buscar trabalho”. Também há conteúdo profissionalizante para melhorar o currículo. E, como não poderia faltar, a pasta estadual disponibiliza o curso de cuidadores de pessoas com deficiência. As aulas trabalham atividades de vida diária com o objetivo de identificar necessidades e trabalhar a independência.

SERVIÇO

Centro de Tecnologia e Inclusão – Cursos para pessoas com ou sem deficiência
Local dos cursos: Parque Estadual Fontes do Ipiranga, Casa 17 (Recepção), (Rodovia dos Imigrantes Km 11,5, São Paulo)
O acesso com transporte público é a partir do terminal Jabaquara. De ônibus (Vila Guarani), Van (própria do Centro de Tecnologia) sai do Estacionamento Viola – R. Anita Costa, 101

Acesse o site da Secretaria e confira todas as palestras, cursos e horários.

Fonte: Portal do Governo do Estado de São Paulo

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *