Litoral piauiense promove Luau Acessível

Primeira edição do evento promoveu lazer e diversão para as pessoas com deficiência de vários municípios do Piauí

Compartilhe:

Nos dias 7 e 8 de julho, o litoral piauiense recebeu o primeiro Luau Acessível, nas instalações do Projeto Piauí Praia Acessível, localizado na orla de Atalaia, no município de Luís Correia.

O evento promoveu lazer e diversão para as pessoas com deficiência de vários municípios do Piauí e ocorreu com muita tranquilidade e alegria. A ação é uma realização do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Seid) e da Secretaria de Estado do Turismo (Setur), em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

O luau fez parte da programação da temporada de férias no litoral e tem como objetivo proporcionar as pessoas com deficiência mais lazer e descontração. No sábado (8), pela manhã, o Piauí Praia Acessível recebeu as pessoas com deficiência para proporcionar o banho de mar assistido possibilitando que essas pessoas tenham momentos de lazer, em igualdade de oportunidades com as demais pessoas, além de toda segurança e autonomia.

O secretário da Seid, Mauro Eduardo, fala que o objetivo do luau é proporcionar um lazer acessível par todas as pessoas com deficiência. “Nosso lema é Todos pela Inclusão! E incluímos todos nesse luau. Conseguimos elevar a autoestima das pessoas com deficiência! Temos uma estrutura no Piauí Praia Acessível totalmente adaptada e adequada para receber as pessoas com deficiência”, finaliza o gestor.

Fonte: Governo do Estado do Piauí

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *