Exibição de filme traz bate-papo com diretor e tradutor de Libras

O evento, promovido pela Aliança Francesa, ocorre em São Paulo, no dia 25/9, às 19h, com entrada gratuita; os ingressos devem ser retirados uma hora antes

Cartaz do filme En Quête de Sens. Um homem jovem, branco com cabelos claros e óculos está sentado em um beiral, com vista para uma paisagem urbana. Dois pequenos macacos estão próximos à ele, olhando-o.
Compartilhe:

O Cine-Conversa Aliança Francesa chega à segunda edição com a exibição do filme “Em Busca de Sentido”, com a participação do administrador e cineasta francês Marc de la Ménardière. O evento ocorre no dia 25/9, às 19h, com entrada gratuita e intérprete de Libras.

“Em Busca de Sentido” conta a história de Marc e Nathanaël, dois amigos de infância que decidiram largar tudo para iniciar uma jornada em busca da solução dos questionamentos sobre os caminhos do mundo. Equipados com nada mais a não ser uma câmara pequena e um microfone, eles tentam revelar as causas da atual crise no mundo e descobrir um caminho para gerar mudança. Ao longo do percurso, encontram filósofos, professores, militantes ecologistas e guardiões de culturas antigas.

A jornada dos jovens pelos continentes serve para que eles repensem sua relação com a natureza, com a felicidade e com o sentido da vida.

Filmado com poucos recursos, autoproduzido e auto distribuído pela associação Kamea Meah, ‘Em busca de sentido’ nasce graças à generosidade de cerca de 1.000 internautas numa campanha para levantar fundos na plataforma Touscoprod. Os apoiadores confiaram e esperaram um ano antes de ver o filme terminado. Marc e Natanael também receberam ajuda espontânea de muitos músicos, tradutores, técnicos, designers gráficos e outros benfeitores que ajudaram a chegar ao fim desta aventura com uma qualidade muito profissional.

Depois de um lançamento nos cinemas em 28 de Janeiro, o que não foi planejado inicialmente, ‘Em Busca de Sentido’ atraiu mais de 100.000 espectadores na França, Bélgica e Suíça.A distribuição do filme se deu de forma colaborativa com o apoio de uma comunidade muito colaborativa constituída de redes associativas, cidadãos engajados que organizaram cerca de 500 cine-intercâmbios desde janeiro.

Os encontros com o público oferecem um espaço de discussão livre em torno da transformação da sociedade e viagem interior de cada um. Estes são também grandes oportunidades para destacar as iniciativas locais para a transição ambiental e humana.

Cine-Conversa Aliança Francesa
Quando: 25,9, às 19h
O quê: Exibição do filme En Quête de Sens (Em Busca de Sentido) | 87 min | 2015 | França, seguida de debate com diretor
Onde: Teatro Aliança Francesa
Endereço: Rua General Jardim, 182 (próx. Metrô República)
Obs.: Gratuito, retirada de ingressos 1h antes na bilheteria do Teatro

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *