Aliança Francesa promove debate com diretor François Lévy-Kuentz

O encontro integra o projeto Diálogos Transversais e acontece mensalmente, com intérprete de Libras

Em fundo verde, há um ícone branco que representa um rolo de filme
Compartilhe:

Nesta terça-feira, 24/10, a Aliança Francesa de São Paulo promove o terceiro encontro do projeto Diálogos Transversais, com o objetivo de cruzar visões e conhecimentos de especialistas franceses e seus pares brasileiros.

Desta vez, o debate traz um tema quente e bastante discutido ultimamente: arte. O diálogo será entre François Lévy-Kuentz, cineasta especializado em filmes de arte, e Fernando Leal, diretor de cinema e roteirista. Ambos, mergulhados no fazer artístico, tomam o microfone depois da exibição de “Quando a arte toma o poder”, documentário sobre a apoteose artística dos anos 60, dirigido pelo próprio François Lévy-Kuentz.

Os Diálogos Transversais 2017 também terão a presença de Adrien Gardère, design e museógrafo de instituições como o Museu do Louvre-Lens, em dezembro. Os encontros contam com intérprete de Libras.

Com entrada gratuita, os Diálogos Transversais da Aliança Francesa acontecem no Teatro Aliança Francesa diversificando a programação do espaço cultural, que conta com as temporadas teatrais, exibições de filme e shows.

Diálogos Transversais #3  – Arte e/é poder 
Quando: terça-feira, 24/10, a partir das 19h

Onde: Teatro Aliança Francesa
End.: Rua General Jardim, 182, República, São Paulo – SP
Obs.: Gratuito, retirada de ingressos 1h antes na bilheteria do Teatro
Informações: (11) 3572-2379

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *