SP promove 1º Seminário Acessibilidade e Desenho Universal no Contexto Urbano para arquitetos e urbanistas

Foto de dois homens em pé olhando um prédio. Um deles está usando macacão e outro está usando blusa social. Um deles está com capacete branco na cabeça.
Compartilhe:

No dia 19 de dezembro, das 9h às 11h45, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, por meio do Centro de Tecnologia e Inclusão, promove o 1º Seminário Acessibilidade e Desenho Universal no Contexto Urbano. A iniciativa é promovida em parceria com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo (CAU/SP) . O encontro vai ser realizado na sede da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Entre os presentes, o evento contará com a participação da secretária de Estado Linamara Rizzo Battistella. Os interessados podem se inscrever por meio do site do CAU/SP.

Voltada para arquitetos e urbanistas, a iniciativa tem o objetivo de fomentar o conhecimento e o entendimento dos profissionais sobre os conceitos de acessibilidade e desenho universal para que todas as obras e projetos passem a contemplá-los. Na oportunidade, os participantes discutirão sobre os workshops realizados durante o ano de 2017 nos municípios que têm sedes regionais da CAU: São Paulo, Santos, São José dos Campos, Sorocaba, Mogi das Cruzes, Campinas, Presidente Prudente, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Bauru, Santo André e Piracicaba. Na ocasião, serão debatidos temas como o desenho universal e acessibilidade, desenho urbano e mobilidade e acessibilidade e patrimônio histórico.

Centro de Tecnologia e Inclusão

Em dezembro de 2013, o Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, inaugurou o primeiro Centro de Tecnologia e Inclusão para pessoas com deficiência. O Centro, localizado na Rodovia dos Imigrantes km 11,5, em São Paulo, é composto por quatro casas e um teatro com capacidade para 50 pessoas. Ele conta com mil metros quadrados construídos e abriga 30 ambientes que oferecem orientação, aconselhamento profissional, atividades artísticas para estimular a relação interpessoal, laboratório de imagem e autocuidado, orientação e mobilidade para pessoas com deficiência visual ou auditiva com oficinas de libras, braile e comunicação alternativa.

Há atividades para formação de gestores de política e profissionais que trabalham como gestores de pessoas com deficiência e também para os profissionais, como cursos de atualização para órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção, manutenção e cuidado para cadeira de rodas e formação de cuidadores ou atendentes de pessoas com deficiência.

Mais informações
1º Seminário Acessibilidade e Desenho Universal no Contexto Urbano
Data: 19/12/2017
Horário: 9h às 11h45
Local: Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência
Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 564, portão 10, Barra Funda – São Paulo (SP).

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *