Cinema ao ar livre terá audiodescrição e acessibilidade em São Paulo

Serão 28 sessões gratuitas de filmes infantis e nacionais, incluindo projeções acompanhadas de audiodescrição para pessoas com deficiência visual

Em fundo verde, há um ícone branco que representa um rolo de filme
Compartilhe:

Por Fernanda Cruz – Repórter da Agência Brasil

Começou nesta segunda-feira, 19, a semana de Cinema ao Ar Livre na Praça Ayrton Senna, próximo ao Parque Ibirapuera, na capital paulista. Serão 28 sessões gratuitas de filmes infantis e nacionais, incluindo projeções acompanhadas de audiodescrição para pessoas com deficiência visual.

Os filmes serão apresentados até domingo (25), com sessões às 10h, 13h, 15h30 e 18h. Algumas das produções infantis apresentadas serão Eu e Meu Guarda-Chuva, Up – Altas Aventuras, Zootopia: Essa Cidade é o Bicho, Minhocas: O Filme, Moana – Um Mar de Aventuras, Rio e Rio 2.

Os filmes adultos e nacionais serão: Reis e Ratos, O Bem Amado, Os Penetras, O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias, Trair e Coçar, É Só Começar, A Mulher Invisível, O Homem do Futuro, Se Eu Fosse Você, Se Eu Fosse Você 2, Lisbela e o Prisioneiro, A Dona da História, Linda de Morrer, Linha de Passe, O Casamento de Romeu e Julieta, De Onde Eu Te Vejo, Cidade de Deus e As Melhores Coisas do Mundo.

A capacidade do evento é 200 pessoas, que devem reservar o ingresso gratuitamente pelo site. O local é acessível para cadeirantes e tem banheiros adaptados para pessoas com deficiência física. Uma área de alimentação foi montada com foodtrucks e foodbikes. Será permitida a entrada com animais de estimação.

O evento é realizado pelo Programa de Ação Cultural, do governo estadual, em parceria com a Sagarana Comunicação e patrocínio da Comgás e da empresa TKM.

Fonte: Agência Brasil

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *