Caruaru realiza Semana Municipal da Pessoa com Deficiência

Tema desta edição é ‘O Protagonismo da Pessoa com Deficiência nas Políticas Públicas’

Foto de uma escultura de cerâmica de um Típico trio de forró pé-de-serra: com três homens tocando zabumba, sanfona e triângulo. Eles usam chapéu vermelho, balzer laranja e calça azul e estão em uma praça de Caruaru
Compartilhe:

O Portal G1 divulgou matéria sobre a programação da Semana Municipal da Pessoa com Deficiência em Caruaru, Pernambuco. Leia a matéria na íntegra:

A  Semana Municipal da Pessoa com Deficiência promove ações em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, de 21 a 28 de agosto. Nesta edição, o evento trabalha com o tema “O Protagonismo da Pessoa com Deficiência nas Políticas Públicas”. A programação tem o objetivo de combater preconceitos e práticas nocivas em relação à pessoa com deficiência (PCDs).

A abertura será no Cras Xicuru, com a realização de uma capacitação para a comunidade usuária do serviço sobre formas de acolhimento e atendimento de PCDs, na terça-feira (21), das 8h às 12h. Essa ação será levada na tarde do mesmo dia para o Cras Pau Santo, das 14h às 17h.

A programação conta também com debate, roda de diálogo, seminários, apresentações esportivas com atletas paralímpicos, da Banda Pife da Inclusão, e os serviços de emissão de credencial da vaga de estacionamento para pessoas com deficiência e estande do INSS.

Confira a programação completa:

Abertura Oficial
Terça-feira, 21/8
Local: CRAS Xicuru
Horário: 8h às 12h
Local: Cras Pau Santo
Horário: 14h às 17h
Atividade: Realização de capacitação para a comunidade usuária do CRAS, formas de acolhimento e atendimento da pessoa com deficiência e diversas outras ações.

Debate e Roda de Diálogo
Quinta-feira, 23/8
Local: APODEC
Horário: 9h às 12h
Local: ACACE
Horário: 14h às 17h

Seminário de Esporte Paralímpico e Inclusão
Sexta-feira, 24/8
Local: Auditório do Senac/Caruaru
Horário: 14h às 17h
Atividade: Palestra proferida pelo o Vice-Presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Ivaldo Brandão (Esporte Adaptado).

Projeto Nossa Avenida (cultura, lazer e esporte)
Domingo, 26/8
Local: Rua Osvaldo Cruz (Av. Agamenon Magalhães)
Horário: 9h às 12h
Apresentação da Bocha adaptada, banda Pife da Inclusão, ação da Destra com emissão de credencial da vaga de estacionamento para pessoas com deficiência.

Cine debate, roda de diálogo e apresentação da bocha adaptada
Segunda-feira, 27/8
Local: CRAS Itaúna
Horário: 8h às 12h
Atividade: Realização de capacitação para a comunidade usuária do CRAS, formas de acolhimento e atendimento da pessoa com deficiência, esporte adaptado e inclusivo e dentre outras atividades.

Cine debate e Roda de diálogo
Terça-feira, 28/8
Local: Casa das Juventudes
Endereço: Rua Maria Celestina de Queiroz, 109 A
Bairro São Francisco, próximo ao Parque Ecológico
Horário: 10h às 12h

Fonte: G1

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *