Centro Histórico de São Luís deve ter projeto de acessibilidade por determinação da Justiça

Projeto que contempla ruas e calçadas da área deve ser apresentado em até 180 dias ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)

Foto aérea do Centro Histórico de São Luís
Compartilhe:

O portal G1 divulgou uma notícia sobre a determinação da Justiça para que a Prefeitura de São Luís apresente um projeto de acessibilidade para o Centro Histórico. Confira a matéria na íntegra:

A Justiça Federal determinou que a Prefeitura de São Luís apresente ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em até 180 dias, um projeto de acessibilidade a pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida para ruas e calçadas que compõe a área do Centro Histórico de São Luís.

De acordo com a decisão judicial, após a apresentação do projeto ao Iphan, a prefeitura deve fazer a execução obras de revitalização em até dois anos após sua aprovação. A ação foi proposta pelo Ministério Público Federal do Maranhão (MPF-MA) que constatou a dificuldade do acesso de pessoas com mobilidade reduzida e deficiência em trafegar pelas ruas do Centro Histórico.

De acordo com o MPF-MA, a ausência de rampas e sinalizações sensoriais, a falta de conservação das calçadas e guias rebaixadas dificultam a trânsito de pessoas na área. Além disso, faltam informações em braile sobre a área tombada pelo Patrimônio Histórico dificultam a transição de pessoas na área.

Além disso, o MPF-MA afirma que a ausência de providências na área mostra omissão do município de São Luís na implementação de medidas que beneficiem o tráfego de pessoas com deficiência e mobilidade reduzidas na região do Centro Histórico.

O G1 procurou a Prefeitura de São Luís que ainda não manifestou sobre a decisão.

Fonte: G1

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *