Programação do Museu do Amanhã para o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência

Na data haverá exibição de documentário, peça teatral, roda de conversa e ainda a abertura da exposição com obras pintadas com bocas e pés

Arte em fundo azul, com os símbolos das deficiências intelectual, visual, física e auditiva dispostos verticalmente, da esquerda para a direita
Compartilhe:

Na próxima sexta, 21/9, é comemorado e lembrado Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. Para celebrar a ocasião, o Museu do Amanhã, gerido pelo Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG), promove programação especial, que iniciará às 10h30 com a exibição do documentário “Um dia especial”.

Na sequência, o público poderá acompanhar a roda de conversa “Diálogos sobre Autonomias”, mediada por Camila Alves. Há também a apresentação do espetáculo “O Subnormal – uma história de baixa visão”, e a abertura da exposição “Corpo de Fuzileiros Navais – Inclusão e Arte” encerra as atividades do dia. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site do Museu.

“A divulgação da luta pelas causas das pessoas com deficiência não é um trabalho de um dia, uma data, mas sim uma construção diária. O dia 21 de setembro é um marco muito importante de reflexão sobre o tema, um pensar e repensar o quanto avançamos e como ainda podemos caminhar em direção a novas soluções pela qualidade de vida para as pessoas com deficiência”, destaca Adriana Karla Rodrigues, diretora de Programação do Museu do Amanhã.

Programação:

10h30 -12h20 | Cine Olhares Diversos: documentário “Um dia especial” | LAA 
Abertura com o diretor Yuri Amorim. O filme acompanha o decorrer de um dia na vida de diversas famílias brasileiras com filhos autistas ou com outras síndromes raras.

13h30 -14h30 | Roda de Conversa: Diálogos sobre Autonomias | LAA 
A mediação será de Camila Alves, psicoterapeuta corporal e doutoranda em Psicologia na UFF. Entre os convidados estão: Bruno Baptista, educador surdo do Museu do Amanhã, e Leonardo Oliveira, educador cego do Museu Histórico Nacional, entre outros.

15h -15h40 | Teatro: “O Subnormal – uma história de baixa visão” | Átrio
O espetáculo narra a trajetória do ator Cleber Tolini, que aos 24 anos, após uma cirurgia para retirada de um tumor no cérebro, tem seu nervo ótico afetado e fica com baixa visão ou visão subnormal.

16h45 – 18h | Abertura da Exposição Corpo de Fuzileiros Navais – Inclusão e Arte | Terreiro de Curiosidades
O Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, em parceria com a Associação dos Pintores com a Boca e os Pés – APBP, lançam, no Museu do Amanhã, a exposição com 27 pinturas de temática naval, executadas com a boca e os pés, acompanhadas de relatos dos artistas sobre o papel da arte na superação da deficiência.

Confira a programação completa no site do Museu.

O quê: Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência
Quando: sexta-feira, 21/9, a a partir das 10h30
Onde: Museu do Amanhã
Endereço: Praça Mauá, nº 1, Centro, Rio de Janeiro – RJ

Fonte: Assessoria

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *