Biblioteca no Espírito Santo recebe doações de livros acessíveis

Ação faz parte do projeto Rede Nacional de Leitura Inclusiva realizado pela Fundação Dorina Nowill para Cegos

Três livros um ao lado do outro em cima de uma mesa
Compartilhe:

O acervo de livros acessíveis da Biblioteca Municipal Adelpho Poli Monjardim, localizada em Vitória (ES), aumentou no final do ano passado por conta das doações do projeto Rede Nacional de Leitura Inclusiva, realizado pela Fundação Dorina Nowill para Cegos.

Entre os exemplares recebidos, estão títulos como “Amora”, de Natalia Borges Polesso, “Eu Sou Malala”, autobiografia de Malala Yousafzai, e “Vito Grandam – Uma História de Voos”, de Ziraldo.

“Essas doações são de grande relevância para promover o acesso democrático ao livro e à leitura para as pessoas com deficiência visual, qualificando, dessa forma, os serviços prestados pela Biblioteca Municipal”, disse a coordenadora do local, Elizete Caser.

Em 2017, o espaço recebeu mais de 60 títulos em braille e em áudio book.

Fonte: ESHOJE

6 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *