Confira a programação da Reatech 2019

Considerada a maior feira de tecnologias em reabilitação, inclusão e acessibilidade, a Reatech 2019 acontece de 13 a 16 de junho, no São Paulo Expo

Compartilhe:

A Reatech – Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade é considerada a principal feira do setor na América Latin, acontece de 13 e 14 de junho, das 13h às 20h, e 15 e 16, das 10h às 19h.

O evento, que chega à 16ª edição, será em um dos novos pavilhões do São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, na capital paulista, com organização e promoção da Cipa Fiera Milano.

Durante os quatro dias de feira, são previstos 52 mil profissionais do setor nos 35 mil m² do espaço. Além disso, 300 expositores de diferentes segmentos integram a programação, como agências de emprego voltadas para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, instituições financeiras, fabricantes de cadeiras de rodas, departamentos de recursos humanos, indústrias farmacêuticas, indústrias dos segmentos de animais treinados, veículos adaptados para deficientes físicos (carros, ônibus, vans), fabricantes de aparelhos auditivos, equipamentos especiais, materiais hospitalares, higiene pessoal, próteses e órteses, terapias alternativas, turismo e lazer.

A Reatech também traz atividades culturais e sociais, como: equoterapia, teste drive de carros adaptados, quadras poliesportivas, seminários, workshops e oficinas com profissionais renomados.

Esta edição também conta com o Reackathon 2019, com 32 horas de duração divididas em duas etapas, nos dias 14 e 15. Com o tema “Tecnologia Assistiva para Pessoas com Deficiência e Mobilidade Reduzida”, a atividade tem como objetivo estimular soluções tecnológicas e iniciativas inovadoras para promover o a autonomia e qualidade de vida para pessoas com deficiência.

Para mais detalhes sobre a programação, os expositores e horários das atividades, acesse o site da Reatech 2019.

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *