Associação AME apresenta aplicativo de tradução de Libras em tempo real

ICOM é um aplicativo que faz tradução da Libras para o português em tempo real através de uma videoconferência e estará no estande durante a Reatech 2019

Em fundo verde, ícone em branco com ícone que representa Libras
Compartilhe:

A Associação dos Amigos Metroviários dos Excepcionais (AME) apresenta seu aplicativo ICOM na Reatech 2019. Disponível para os sistemas IOS e Android, o app facilita a comunicação com surdos e traduz simultaneamente Língua Brasileira de Sinais (Libras) para  português. A dinâmica ocorre por meio de um call center de intérpretes 24 horas, que atende chamadas de vídeo ao vivo. A ferramenta estará disponível em terminais para que o visitante possa ter a experiência de utilização no estande da AME no evento.

Segundo o Censo 2010, das cerca de 45,6 milhões pessoas com deficiência no País, quase 10 milhões afirmam ter alguma dificuldade de audição. E dentro dessa população, 10% – cerca de um milhão – se declaram surdos e são o público que mais necessita de um apoio na comunicação. O ICOM veio para atender a este grupo. Hoje são cerca de 30 mil os surdos que já baixaram e utilizam o aplicativo, que realiza uma média diária de 800 atendimentos. “Este número pode crescer, ainda há muitos surdos que podem se beneficiar da ferramenta”, afirma o presidente da AME, José de Araújo Neto. Para a comunidade surda, o português é a segunda língua, e muitos não se preocupam em aprender, o que reforça a importância de ferramentas que ajudem na comunicação.

O ICOM é voltado para empresas e poder público preocupados em garantir ao surdo o direito de ser atendido em seu próprio idioma. A resolução 667, de maio de 2016 da Anatel, obriga as empresas de telefonia a garantirem ao surdo a possibilidade de tradução da Libras para o português, por isso hoje todas elas oferecem este tipo de atendimento de forma universal. “O ideal é que empresas de todos os setores, além dos órgãos públicos também tenham esta preocupação de promover o respeito e a cidadania”, comenta Araújo.

O principal diferencial do aplicativo hoje é sua disponibilidade em locais públicos e privados, sem a necessidade do usuário gastar seu plano de dados. Isso porque quando o serviço é contratado, ele também garante que a internet que será utilizada na chamada seja de responsabilidade da empresa ou órgão que o contratou – da mesma forma que as empresas de telefonia liberam uso de whatsapp e/ou redes sociais sem que o plano de dados seja usado.

Como funciona

O diálogo é realizado por meio de uma chamada de vídeo para o callcenter da AME, que conta ao todo com 45 intérpretes. Por exemplo, se o surdo vai a uma consulta médica e não consegue se comunicar com a recepcionista, esta liga para a central de seu computador, celular ou tablet, e direciona a câmera para o paciente. Ele explica o que veio fazer e o intérprete do call center informa a recepcionista o que está falando a pessoa surda. O caminho pode funcionar de maneira inversa também: o profissional de uma empresa pergunta a seu colega surdo algo por meio do ICOM. A intérprete do outro lado da ligação de vídeo irá se comunicar em Libras para que o funcionário surdo entenda o que o outro quer falar. Saiba mais sobre o app no site do Icom.

O quê: AME (Associação Amigos Metroviários dos Excepcionais) na 16ª Reatech 2019
Quando: Dias 13 e 14/5, das 13 às 20 horas; e dias 15 e 16/6, das 10 às 19 h
Onde: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center
End.: Rodovia dos Imigrantes, KM 1,5 – Água Funda
Localização do estande: Rua 400, estande 412 a

Fonte: Assessoria

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *