Conferência Web.br 2019 acontece hoje e amanhã em São Paulo

O evento, que celebra os 30 anos da Web, terá workshop sobre o futuro da acessibilidade digital

Arte com o texto Conferência Web.br 2019 Nós podemos ter a web que queremos! 30 e 31 de outubro - São Paulo
Compartilhe:

Em sua 11ª edição, sob o tema “Sim, nós podemos ter a Web que queremos”, a Web.br 2019 promoverá uma análise da ética em contextos da segurança, privacidade, inteligência artificial, acessibilidade, dados abertos, entre outros temas que envolvem a Web.

Realizada nos dias 30 e 31 de outubro, em São Paulo, pelo Centro de Estudos sobre Tecnologias Web (Ceweb.br) do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), com apoio do Escritório Brasileiro do World Wide Web Consortium (W3C Brasil), a conferência também celebrará os 30 anos da Web, reunindo desenvolvedores, designers, pesquisadores, gestores na área de tecnologia, estudantes e entusiastas da Web em torno desse debate.

Diversos workshops integram a programação do evento, e um deles debaterá o futuro da acessibilidade digital. No painel, quatro especialistas em acessibilidade digital vão apresentar a evolução e tendências na área, analisar como a tecnologia contribui para eliminar barreiras e o papel da Web na garantia dos direitos da pessoa com deficiência. Para falar sobre o tema foram convidados o secretário Municipal da Pessoa com Deficiência de São Paulo Cid Torquato, a pesquisadora do Centro Tecnológico de Acessibilidade do Instituto Federal do Rio Grande do Sul Bruna Salton, a diretora da Espiral Interativa e idealizadora do Movimento Web para Todos Simone Freire e o co-fundador e diretor executivo da Hand Talk Ronaldo Tenório.

 

“Nesses 30 anos, a Web não parou de se renovar. Novas tecnologias e desafios surgiram ao longo desse período, e por isso é essencial reunir a comunidade para dialogar sobre como preservá-la e dar continuidade a seu desenvolvimento de forma ética e inclusiva”, destaca Vagner Diniz, gerente do Ceweb.br/NIC.br e do W3C Brasil.

Pela primeira vez, será possível participar de um ou dos dois dias do evento, com valores específicos para cada data, e os interessados também poderão adquirir ingresso para acompanhar a transmissão on-line, pelo canal do NIC.br no YouTube. Confira a programação completa no site da Conferência Web.br 2019. 

Fontes: Revista D+ e informações de assessoria de imprensa

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *