11º Festival Nacional Nossa Arte reunirá mais de mil artistas com deficiência intelectual e múltipla

O evento acontece em Manaus (AM) de 19 a 21 de novembro

Foto de um grupo de pessoas com síndrome de Down em um palco
Compartilhe:

Inicia hoje, 19 de novembro, e segue até o dia 21 de novembro, o XI Festival Nacional Nossa Arte, promovido pela Federação Nacional das Apaes. O evento, que acontece em Manaus, reunirá cerca de 1.100 alunos artistas de 23 delegações de todo o Brasil. Estão programadas apresentações de dança, música e exposições de trabalhos de Artes Visuais, Artes Literárias e Artesanato. Em paralelo, também será realizado o 4º Encontro Nacional de Autodefensores.

O Festival, que está em sua 11° edição, tem como objetivo a inclusão de artistas com deficiência intelectual e múltipla atendidos pela Apae. “O festival é uma forma de tornar o mundo das artes acessível a essas pessoas, o que é importante para o desenvolvimento pessoal por meio do estímulo a aprendizagem”, explica o presidente da Federação Nacional das Apaes (Fenapaes), José Turozi.

A preparação para o Festival, que acontece a cada três anos, é intensa. Cada delegação realiza seu Festival Estadual Nossa Arte, onde são selecionados os trabalhos. A partir de então os artistas se dedicam para apresentarem o melhor projeto no Festival Nacional.

“O resultado é um show de beleza e superação”, conta Turozi.

Programação

A abertura oficial do Festival acontece hoje, às 19h, no centro de convenções do Studio 5. Nos demais dias, as apresentações começarão sempre às 8h e se estenderão por todo o dia, com entrada gratuita.

No segundo dia do evento, o público poderá prestigiar as apresentações de música e dança preparadas por alunos de diversas delegações. Apresentações de artes cênicas e dança folclórica marcarão o terceiro e último dia do Festival.

Encontro de autodefensores

No mesmo período acontecerá o 4º Encontro Nacional de Autodefensores, que reunirá 56 casais de todo país. Os autodefensores são considerados autoridades maiores de cada Apae, que tem o compromisso de levar a voz dos milhares de alunos das Apaes distribuídas pelo Brasil.

“São pessoas com deficiência intelectual ou múltipla que se organizam, estabelecem critérios de liderança para se fazer ouvir e terem as reivindicações levadas a sério”, explica José Turozi.

De acordo com a coordenadora nacional de Autogestão e Autodefensoria, Jaqueline Pilger, o encontro, visa fortalecer o Movimento de Autodefensoria da Rede Apae.

Além disso, o Encontro funciona como um pré-fórum, preparando assuntos e demandas para o Fórum Nacional de Autogestão, Autodefensoria e Família, que é realizado a cada três anos, em paralelo ao Congresso Nacional das Apaes.

“Nosso objetivo é o empoderamento da pessoa com deficiência, tornando-a protagonista de sua própria vida”, destaca Pilger.

A ideia é estimular o desenvolvimento da independência e autonomia da pessoa com deficiência intelectual e múltipla, nas mais distintas áreas da vida cotidiana, bem como formá-las quanto aos seus direitos sociais e civis. Como resultado desse esforço, cada vez mais a própria pessoa com deficiência tem assumido a defesa de seus direitos e lutado pela melhoria da sua qualidade de vida.

Com informações de assessoria de imprensa

 

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *