Grupo Boticário faz mutirão com oportunidades de emprego para pessoas com deficiência em MG, PR e RJ

Vagas são para o cargo de consultor de venda em Belo Horizonte, Curitiba e Rio de Janeiro

Foto de cinco mulheres e um homem com uma bengala caminhando juntos
Compartilhe:

O Grupo Boticário abre a partir de amanhã, 13 de março, processo de contratação de consultores de venda para pessoas com deficiência em três capitais: Belo Horizonte, Curitiba e Rio de Janeiro. A empresa busca pessoas interessadas em atuar em vendas e no varejo.

O processo de seleção acontece em pontos fixos nas três cidades. No Rio, ele será dividido em três datas e em duas regiões. No dia 13 de março, em Campo Grande, e nos dias 24 e 25 no Centro. Em Belo Horizonte as entrevistas acontecem no dia 18 e, em Curitiba, no dia 19. Abaixo, os endereços dos locais de entrevista.

Os selecionados terão como responsabilidade atender aos clientes, valorizando e priorizando a sua satisfação e encantamento, além de demonstração e experimentação dos produtos em loja. Zelar pela organização do espaço também será um requisito fundamental.

Os candidatos devem se apresentar com currículo atualizado e é desejável também estar com laudo médico.

Endereços e datas dos processos 

Rio de Janeiro

CAMPO GRANDE– 13/03

Endereço: Rua dos Limoeiros, 118 – Campo Grande (Próximo ao Centro Esportivo Miécimo da Silva)
Horários: 09:00 – 12:00 e 14:00 – 17:00
Com intérprete de Libras no primeiro horário: 09:00 – 12:00

CENTRO: 24 e 25/03

Endereço: Avenida Rio Branco n 81 7ºandar, Centro.
Horários: 09:00 – 12:00 e 14:00 – 17:00
Com intérprete de Libras no primeiro horário do primeiro dia 24/03: 09:00 – 12:00

Belo Horizonte

18/03

Local: SINE
Endereço: Rua Barão de Coromandel, 982 – Barreiro
Horários: 09:00 – 12:00 e 14:00 – 17:00
Com intérprete de Libras no primeiro horário: 09:00 – 12:00

Curitiba

19/03

Endereço: Rua Isaias Regis de Miranda – 403 – Hauer
Horários: 09:00 – 12:00 e 14:00 – 17:00
Com intérprete de Libras no primeiro horário: 09:00 – 12:00

Com informações de assessoria de imprensa

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *