Conheça o projeto Proex: atenção bilíngue virtual para crianças surdas em meio a crise do coronavírus

Diante do isolamento social, a proposta é traduzir para Libras materiais com conteúdos informativos

Foto de um print de um vídeo do Youtube
Compartilhe:

Diversos estudos apontam os desafios para a aquisição da língua de sinais por crianças surdas diante da falta de interação com falantes qualificados. A maioria dos surdos são filhos de pais ouvintes que desconhecem a Libras e por isso, o peso dessa afirmação e consequentemente a aquisição de linguagem tardia é imenso. Nesse sentido, é comum que o primeiro contato com a língua de sinais, para as crianças surdas, ocorra no ambiente escolar.

Com o quadro de isolamento social ocasionado pelo coronavírus (COVID 19), o projeto Proex propõe a produção de tradução (Libras/Português) de materiais com conteúdos informativos acerca do COVID – 19 para que esses temas cheguem às crianças surdas, em suas casas e em Libras.

O projeto investe numa “força tarefa” colaborativa (professores e técnicos da UFSCar) para que esses materiais cheguem aos pais, como um suporte nas orientações em Libras à essas crianças e, posteriormente, o material poderá ter utilidade para docentes bilíngues, em escolas comuns (dado a falta de materiais em Libras).

A ideia ocorre em duas ações distintas: a tradução de mídias digitais (com janela em Libras) e criação de materiais didáticos em Libras (traduzidos e produzidos); e a produção de mídias com contações de histórias em Libras (de modo lúdico, numa interatividade virtual) com proposta de adesão de novos parceiros (contadores de histórias em Libras).

Fonte: TILSP