Padre surpreende noivos e celebra casamento em Libras em PE

O casal, surdo desde a infância, ganha cerimônia inclusiva

Foto de Adrielly e Adalberto um de frente para o outro fazendo sinal de eu te amo com uma das mãos
Compartilhe:

O casal Adrielly Monteiro e Adalberto Ferreira foram surpreendidos durante o casamento, que aconteceu no dia 11 de janeiro em Lajedo, no Agreste de Pernambuco, com a iniciativa do padre Aluizio Ricardo Aleixo de fazer a cerimônia em Libras.

Adrielly e Adalberto, que ficaram surdos na infância, falaram em entrevista à TV Asa Branca, afiliada da Rede Globo, que não esperavam por isso.

“Nós estávamos na igreja e o padre começou a sinalizar, fiquei muito emocionada”, revelou a recém-casada, com a ajuda de um intérprete.

Já o padre Aluizio apontou que sua ação foi apenas uma missão que recebeu de Deus. “O momento da celebração é extraordinário, dois cristãos buscando a bênção de Deus. O fato de ser em libras é o cumprimento de uma missão.”

“Uma missão que recebi de Deus de também evangelizar os surdos, comunicar a palavra através da linguagem gestual”, acrescentou.

O casamento foi registrado pelo fotógrafo Djeison Zennon, que se emocionou: “Geralmente, as pessoas se manifestam por palavras, e a gente conseguia sentir o amor dos dois só pelo olhar.”

Fonte: Uol

6 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *