SP abre inscrições para cursos profissionalizantes às pessoas com deficiência de Hortolândia e Sumaré

Munícipios recebem os cursos gratuitos EaD de auxiliar administrativo e operador de telemarketing

Foto de uma jovem com deficiência visual sando fones de ouvindo e digitando no teclado de um computador.
Compartilhe:

Estão abertas as inscrições para os cursos EaD de auxiliar administrativo e operador de telemarketing às pessoas com deficiência dos munícipios de Hortolândia e Sumaré. Ação, totalmente gratuita, é uma parceria entre a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e o Centro Paula Souza, com o apoio do Centro de Tecnologia e Inovação.

Os cursos terão carga horária de 60 horas cada, realizados em 12 dias. Os interessados devem se inscrever por meio do link https://forms.gle/iBuTZR9c58QeNqsi8.

Além desses cursos para as regiões de Hortolândia e Sumaré, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência realiza também, diversos outros cursos em áreas específicas para pessoas com deficiência de todo o estado de SP. Saiba mais no site da Secretaria https://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br .

De acordo com a Base de Dados dos Direitos da Pessoa com Deficiência, no munícipio de Hortolândia há 12.739 pessoas com deficiência, sendo 38,18% pessoas com deficiência visual, 27,49% com deficiência física, 19,98% com deficiência intelectual e 14,36% com deficiência auditiva. Já no munícipio de Sumaré, há 15.037 pessoas com deficiência, sendo 38,85% pessoas com deficiência visual, 28,59% com deficiência física, 16,99% com deficiência intelectual e 15,57% com deficiência auditiva.

Com informações de assessoria de imprensa.

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *