Materiais Pedagógicos Acessíveis abre inscrições para 2021

Instituto Rodrigo Mendes pretende contemplar representantes de Secretarias Municipais de Educação das cinco regiões do Brasil 

Arte em fundo vermelho com o texto Inscrições abertas para a formação Materiais Pedagógicos Acessíveis 2021
Compartilhe:

As inscrições para o projeto Materiais Pedagógicos Acessíveis (MPA) 2021 estão abertas e podem ser feitas até o dia 01 de março. O objetivo geral da formação é contribuir na construção de materiais pedagógicos acessíveis que auxiliem o processo de ensino-aprendizagem de todos estudantes, com e sem deficiência, nas classes comuns.

A proposta parte de uma perspectiva educacional integral e inclusiva, no contexto desafiador da implementação de currículos articulados à Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A formação é realizada pelo  Instituto Rodrigo Mendes (IRM)  e pelo  MudaLab,  com a parceria do Instituto Credit Suisse Hedging-Griffo.

A edição de 2021 contemplará 10 unidades escolares, sendo duas vagas por municípios, das cinco regiões do Brasil. As inscrições devem ser feitas pelos representantes das Secretarias Municipais de Educação, por meio do preenchimento de formulário on-line e do envio de um vídeo de apresentação. A lista dos munícipios escolhidos será divulgada no dia 19 de março. Todos os detalhes sobre o processo podem ser conferidos no edital.

Como funciona a formação

Serão 12 encontros a serem realizados inteiramente a distância, por meio da plataforma Zoom, entre os meses de abril e agosto de 2021. Durante esse período, os cursistas desenvolvem um projeto autoral por escola no Ambiente Virtual de Aprendizado do curso e constroem um Material Pedagógico Acessível (MPA) com tecnologia. A proposta é finalizar com a implementação do plano de aula com os estudantes da escola utilizando o MPA.

Os grupos de cada escola serão compostos por um gestor escolar, um professor de sala de aula comum e um professor do atendimento educacional especializado (AEE), indicados pelas próprias Secretariais Municipais de Educação.

Caso tenha alguma dúvida, entre em contato conosco pelo e-mail: formacao@rm.org.br.

6 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *