TOTVS e IOS oferecem curso profissionalizante gratuito para PCDs em SP

Alunos serão certificados como Assistentes Administrativos e terão chance de trabalhar no escritório da TOTVS em São Paulo

Foto de um aluno cadeirante da IOS. Ele está sorrindo para a câmera, com um crachá no pescoço, vestindo uma camiseta roxa do Instituto da Oportunidade Social, calças jeans e tênis. Atrás dele, uma parede longa grafitada em diversas cores, com artes variadas.
Compartilhe:

Pessoas com deficiência de qualquer localidade de São Paulo (capital), que tenham mais de 18 anos e já concluído o ensino médio – ou que estejam cursando o ensino superior, podem se inscrever para o curso profissionalizante de Assistente Administrativo que será oferecido gratuitamente pela TOTVS, em parceria com o IOS – Instituto da Oportunidade Social.

As aulas serão 100% online, com duração de quatro semanas, tendo início em 14/6. Para fazer a matrícula, basta acessar o link https://bityli.com/cursoios, e preencher o questionário e as orientações para o envio de currículo e outras informações atualizadas dos candidatos.

Os interessados também poderão recorrer a uma central de atendimento exclusiva por meio do WhatsApp (11) 97179-237, para tirarem dúvidas.

A formação será oferecida via plataforma de ensino à distância, que conta com recursos acessíveis. O conteúdo inclui conceitos administrativos com aulas práticas de Pacote Office, G-Suite, Básico para utilização do ERP TOTVS, Matemática, Português, Metodologia Ágil e Cultura. O IOS será responsável pelo conteúdo, pela coordenação e acompanhamento pedagógico.

Chance na TOTVS

Ao final do curso, os alunos receberão certificados de formação profissional emitidos pela TOTVS e pelo IOS. Além disso, terão a oportunidade de participar de um processo seletivo para vagas abertas de Assistente Administrativo, na sede da empresa em São Paulo.

Além dessa chance na TOTVS, os formados também poderão participar do Programa IOS de Oportunidades, que busca vagas de empregos, principalmente entre as empresas parceiras da instituição, além de vagas para formação universitária em instituições apoiadoras.

Números de mercado

Mais de 24% dos brasileiros (cerca de 45 milhões de pessoas) possuem algum tipo de deficiência. Desse total, estima-se que 9 milhões estão em idade e aptas para trabalhar, porém, cerca de 400 mil postos ainda estão desocupados. Somente 48% do total das vagas reservadas para pessoas com deficiência estão ocupadas (Fonte: Censo IBGE 2010).

Menos de 1% dos cargos de liderança nas 500 maiores empresas do Brasil é ocupado por pessoas com deficiência (Fonte: Rais – Relação Anual de Informações Sociais/2017 – Ministério da Economia).

De janeiro a agosto de 2020 foram fechados 849 mil postos de trabalho formais no país, segundo dados do CAGED. Desse total, cerca de 20% (171,6 mil) eram ocupadas por pessoas com deficiência e evidenciam que as empresas desligaram muito mais do que contrataram, demitindo no período 216 mil profissionais com deficiência, e contratando apenas 40.000 (Fonte: CAGED).

Um estudo da Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação) aponta que até 2024, serão 421 mil postos de trabalho criados no setor, que representam mais de 100 mil novas vagas por ano.

Outro estudo recente da RH Randstad indicou que mais da metade (58%) dos líderes de recursos humanos do Brasil declara falta de talentos para preencher vagas disponíveis.

Com informações da assessoria de imprensa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *