IMS realiza 3º Fórum de Acessibilidade online e gratuito nos dias 10 e 11/11

Partindo do tema Museu, acesso e afeto, evento tem duas mesas de conversa e, pela primeira vez, lança vídeos de expoentes da área de acessibilidade com depoimentos e performances

Arte com montagem de fotos de onze pessoas com e sem deficiência
Compartilhe:

Nos dias 10 e 11 de novembro (quarta e quinta-feira), a área de Educação do Instituto Moreira Salles realiza o 3º Fórum de Acessibilidade: museu, acesso e afeto. Partindo desse tema, o evento online terá duas mesas de debate sobre assuntos como interdependência, papel das instituições de arte e luta antimanicomial. As conversas serão transmitidas ao vivo pelos canais de YouTube e Facebook do IMS, com interpretação em Libras e legendas.

A programação deste ano parte da reflexão sobre o lugar que os museus ocupam nas relações interpessoais e como referência para a sociedade, sendo espaços de encontro e afeto. Com a retomada gradual da visitação aos centros culturais, qual é o papel exercido por esses locais no acolhimento do público e no exercício do direito à cidade?

Intitulada Interdependência, acessibilidade estética e emocional, a primeira conversa acontece no dia 10 de novembro, das 18h às 19h30. As convidadas são a psicóloga e pesquisadora Camila Alves e a arquiteta Regina Cohen, especialista em acessibilidade. O debate será mediado por Isabel Portella, curadora e pesquisadora do Museu da República.

No dia 11 de novembro, às 18h, o tema será Acolhimento, luta antimanicomial e interseccionalidade. A mesa será composta pela pedagoga e pesquisadora surda Priscilla Leonnor e pela psicóloga Gladys Schincariol, coordenadora
do Museu de Imagens do Inconsciente, com mediação de Hilda Gomes, educadora do Museu da Vida.

VÍDEOS

Além dos bate-papos ao vivo, esta edição traz uma novidade: o lançamento de cinco vídeos, com a participação de expoentes diversos da área de acessibilidade. Em depoimentos e performances, serão abordadas questões que envolvem a vida da pessoa com deficiência, como a invisibilização de corpos dissidentes e o capacitismo. Os vídeos serão disponibilizados, ao longo do evento, no canal de YouTube do IMS, onde ficarão permanentemente.

Três vídeos trazem depoimentos de Déborah Prates, advogada e ativista da causa das pessoas com deficiência, Leandrinha Du Art, midiativista e escritora, e Lucas Pontes, ativista do movimento da neurodiversidade. Nos registros, comentam suas experiências e reflexões em relação ao acesso à cultura. Os outros dois são performances artísticas assinadas por Nayuda, arte-educadora e poeta surda, e Kitana Dreams, drag queen surda.

Confira a programação completa

10 DE NOVEMBRO

15h30
Lançamento no YouTube do videodepoimento com a midiativista Leandrinha Du Art. 

18h
Mesa 1 | Interdependência, acessibilidade estética e emocional
Conversa ao vivo com Camila Alves e Regina Cohen. Mediação: Isabel Portella

19h30
Lançamento no YouTube do videoperformance com a poeta surda Nayuda (Nayara Rodrigues).

11 DE NOVEMBRO

12h30
Lançamento no YouTube de videodepoimento com a advogada cega e ativista pelas mulheres com deficiência
Deborah Prates.

15h30
Lançamento no YouTube do videodepoimento com o ativista pela neurodiversidade Lucas Pontes.

18h
Mesa 2 | Acolhimento, luta antimanicomial e interseccionalidade
Conversa ao vivo com Gladys Schincariol e Priscilla Leonnor. Mediação: Hilda Gomes.

19h30
Lançamento no YouTube do videoperformance com a drag queen surda Kitana Dreams.

Com informações de assessoria de imprensa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *